Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2022

M'banda

Imagem
  M'banda é uma palavra do Kimbundu, uma língua Bantu, e com alguns significados, pode indicar um coletivo religioso, a/o líder desse coletivo, mas o de uso mais comum é : magia, a arte de curar. No Kimbundu quando as letras M e N precedem outra consoante, elas tem um som de vogais nasaladas, ou seja: em/en, im/ìn, um/un. A palavra M'banda pode ser lida como embanda, imbanda, umbanda ... Oscar Ribas, escritor e etnólogo Angolano, afirma que em Angola, " Umbanda " é um rito de cura, um tipo de medicina natural que envolve a intervenção de espíritos, é a ciência do Kimbanda ( sacerdote, curandeiro ). O historiador Wilson do Nascimento Barbosa, indica a palavra Nblanda para definir práticas religiosas Bantu no sudeste do país. Nblanda estaria muito além de um movimento religioso, seria uma filosofia espiritual mesclada a uma ideologia social na metade do século 19. Aqui M'banda tem exatamente este sentido, uma filosofia de vida que mescla espiritualidade, princípio

Makumba Karióka - A origem, o mito e a encruzilhada

Imagem
  O rigem Para entender a origem da Makumba , é preciso entender primeiro a cultura ancestral do Rio de Janeiro e todas as suas transformações ao longo da história, porque a própria história coloca este estado como ponto de origem da Makumba/Umbanda e o blog trata exatamente sobre os cultos afro cariocas. O Rio de Janeiro é Tupinambá acima de qualquer coisa. Os Tupinambás foram os primeiros habitantes do estado, primeiros a ter contato com os portugueses e com os bantu . E ainda que não exista uma relação direta com a Makumba ou esta relação não seja aprofundada, a magia, a espiritualidade indígena não podem ser descartadas na formação das religiões afro-brasileiras. Os bantu entenderam isso perfeitamente, tanto que absorveram os ancestrais indígenas em suas práticas espirituais, se tornaram chefes de terreiros porque são os ancestrais da terra, já estavam aqui, já eram cultuados antes da colonização. Karióka Acredita-se que os Tupinambás se dispersam através dos rios Paraguai e Amaz